Seguidores

quinta-feira, dezembro 15, 2011

Natal. Que Natal? Leonardo Boff

Queridos amigos, com essa postagem encerro as atividades do Blog Filha do Céu no ano de 2011.
Prometo voltar em 2012 com mais disponibilidade para interagir com vocês, visitando e comentando nos blogs, atividade que amo fazer mas por motivos alheios a minha vontade não estou conseguindo realizar.
Um 2012 repleto de realizações, novos projetos e que consigamos realizar os projetos que por algum motivo ficará pendente.
Um grande abraço! Fiquem com Deus!!!



Que Natal podemos celebrar sob o abatimento que se estabeleceu nas consciências humanas devido ao terrorismo fundamentalista e o terrorismo da guerra que o Ocidente leva ao Afeganistão? Não será o Natal do lirismo tradicional, reforçado pela propaganda comercial. Será outro, mas, quem sabe, mais próximo ao Natal histórico do Filho de Deus nascido em terra dos atuais palestinos em Belém.
Jesus nasceu fora de casa, entre animais, numa manjedoura "porque não havia lugar para sua família na estalagem".
O evangelista João diz com infinita tristeza: "veio para o que era seu e os seus não o receberam". Desde o início está definida sua missão: estar do lado dos sem terra, sem teto, dos sem lugar social. A eles dirige primeiramente sua mensagem. Identifica-se com eles, como se diz na parábola do juizo final. Do ventre dos pobres Jesus continua nascendo, o libertador das gentes. Eles são a manjedoura onde ele repousa permanentemente.
Eles possuem muitos rostos ontem e hoje.
Em nosso pais são milhões de crianças abandonadas, tantas quantas toda a população da América Central. São os 52 milhões que passam fome. São os sofredores de rua, pivetes que sobrevivem de pequenos furtos. São as milhões de meninas que se prostituem para ajudar em casa. São cerca de 40 milhões de negros que carregam no corpo e na alma o estigma da discriminação. São os sobreviventes indígenas expulsos das terras que sempre foram suas. São os milhões de sem-terra que, como Abraãos, andam por aí errantes em busca de terra para morar e trabalhar.
São os operários empobrecidos, que se julgam ainda privilegiados por ser explorados pelo sistema do capital a preço de uma carteira de trabalho assinada e dos parcos benefícios da previdência social.
São todos esses, tidos por zeros econômicos, os esquecidos de nossa memória nacional, que são os irmãos e as irmãs mais pequeninos do Filho de Deus, encarnado em nossa miséria. Eles gritam: "Queremos viver. Queremos ser gente. Nós também somos filhos e filhas de Deus. Até quando, Senhor, até quando nos fazes esperar a tua vinda e, com ela, a tua justiça, a tua ternura, a tua paz"?
No Natal este lamento lancinante foi escutado. Deus deixa sua luz inacessível e seu mistério sacrossanto e vem morar no meio dos humilhados e ofendidos. Fez-se criança que choraminga entre o boi e o asno. E lhes faz entender:
- "Vocês são meus irmãos e irmãs, filhos e filhas do Pai querido. Quero ser para vocês o Emanuel, o Deus conosco. Eu enxugarei todas as lágrimas de seus olhos. Serei a vida e o direito que buscam. Meu nome é Jesus, o Deus-libertador, alegria para todo o povo". Passei por Belém de Judá e ouvi um sussurro terno. Era a voz de Maria embalando o filhinho:" Sol, meu filho, como posso cobrir-te de panos? Como vou amamentar-te, tu, que nutres a toda criatura"?
E José, perplexo, exclamava: "Como pode? Como pode ter forma de criança aquele que deu forma a todos os seres? Como pode fazer-se pequeno na Terra quem é grande no Céu? Como pode o estábulo conter aquele que contém todo o universo? Como podem seus bracinhos estarem enfaixados, se seu braço governa a Terra e o Céu? Como pode"? Eis que apareceram no presépio "a bondade e o amor humanitário de nosso Deus". Agora não se trata mais do Deus de quem se dizia: Grande é o nosso Deus, infinito o seu poder. Agora vale: Pequeno é o nosso Deus, infinito é o seu amor. Ele não temeu a matéria. Revestiu-se dela. Não receou a condição humana, por vezes trágica e sob muitos aspectos, absurda. Entrou inteiro nela para nunca mais sair dela.
Por isso, apesar das tribulções e angústias do tempo presente podemos ainda celebrar, reunir a família, tomar a ceia e trocarmos presentes. Para milhares, por causa da solidariedade humanitária, haverá comida na mesa e alegria nos olhos. Irmãos e irmãs, nesse dia olhemos para nossos morros, para nossos pobres na rua. Olhemos fundo: eles estão grávidos de Jesus Cristo que suplica nascer de novo mediante a solidariedade, a compaixão e a fraternura.
De nada vale Jesus nascer em Belém
Se não nascer em ti de novo.
Não o busques no além.
Faça-o nascer do povo.


Leonardo Boff

Teólogo, escritor e professor universitário brasileiro, notável integrante da Teologia da Libertação, lecionou Teologia e Espiritualidade em diversos centros de estudo e Universidades do Brasil e do exterior. Foi professor-visitante nas universidades de Lisboa (Portugal), Salamanca (Espanha), Harvard (EUA), Basel (Suíça) e Heidelberg (Alemanha).

Mesmo fora da Igreja ele prossegue incansável em sua batalha na Teologia da Libertação, como escritor, professor e palestrista em nosso país e no exterior, nas esferas da Ética, da Ecologia e da Espiritualidade, atuando como assessor do MST e das Comunidades Eclesiais de Base. Boff também trabalha para a vitória do ecumenismo, ou seja, pela união de todas as religiões. Aposentou-se como professor adjunto de Ética, Filosofia da Religião e Ecologia na Universidade do Rio de Janeiro. Atualmente ele viaja pelo Brasil realizando palestras sobre o conteúdo de sua obra, hoje composta por ficções e ensaios teológicos, espirituais, filosóficos, antropológicos e místicos, que somam mais de 60 livros, grande parte dela editada fora do Brasil. Sua publicação mais conhecida é A Águia e a Galinha. No dia 8 de dezembro de 2001 ele recebeu o Prêmio Nobel alternativo.

22 comentários:

  1. Boas festas!
    * * e seja feliz!
    Volte! Seu blog é bonito, e me fortalece, "as mensagens que vejo por aqui, ao redor são um alento*, pra mim;
    Beijos, Paz no coração, e Saúde...
    Mery*)

    ResponderExcluir
  2. Quero deixar o meu testemunho pela beleza e o bom gosto distribuidos no seu blog, momento em que tambem faço minhas as sua palavras no desejo de muita Paz, Luz, e Prosperidade para o ano que se inicia, e que o Natal seja repleto de reflexões e assuntos vários divididos entre seus leitores. Completo o mimo com fervor e afeto extensivos a toda a sua família. Fraternalmente

    ResponderExcluir
  3. Dora, que lindo ficou o blog arrumadinho assim! Desejo um lindo e abençoado NATAL e que 2012 chegue com muitas coisas boas pra todas nós! beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Porque celebramos o Natal
    Bem dizer o motivo não sei
    Quando nasci já era assim, afinal
    Por isso a festejá-lo continuarei!

    É do ano a festa principal
    Uma data assinala
    Nascimento de Jesus é Natal
    Todos que nele acreditam continuá-la!

    Desejo um feliz dia para você,
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  5. Olá...Que o Natal seja esse encontro de amor com sua família e que também possa ser a diferença que todos precisamos ser.
    Que Jesus possa entrar nos corações de tantas pessoas que nada tem, pois Ele é a esperança que temos..
    Paz e bem

    ResponderExcluir
  6. Olá, querida
    Gosto muito do Boff e suas verdades ainda que a gente não as queira "engolir"...
    Bjm de paz

    ResponderExcluir
  7. Olá Dora,
    Desejo a você e seus familiares Feliz Natal e um Próspero Ano Novo, que Deus proporcione muito amor, saúde, paz e felicidades.
    Estes são os meus votos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Querida amiga

    Perdão pelo “copy & paste”, mas não dá para individualizar…

    Trago votos de BOAS FESTAS, fazendo minhas as palavras de Gandhi…

    “Se eu pudesse deixar algum presente a você, deixaria aceso o sentimento de amar a vida dos seres humanos;
    A consciência de aprender tudo o que for ensinado pelo tempo afora;
    Lembraria os erros que foram cometidos para que não mais se repetissem;
    A capacidade de escolher novos rumos;
    Deixaria para você, se pudesse, o respeito àquilo que é indispensável:
    Além do pão, o trabalho; Além do trabalho, a acção.
    E, quando tudo mais faltasse, um segredo:
    O de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída."
    (Gandhi)

    BOM E SANTO NATAL E FELIZ ANO NOVO

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Excelente texto minha amiga. Aproveito para desejar um Natal muito Feliz, repleto de alegria, saúde, paz e amor e que 2012 seja um Ano maravilhoso em todos os sentidos.
    “A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.” (autor desconhecido)
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  10. ÓLA MINHA QUERIDA DORA QUE BELO TEXTO AMIGA EXELENTE VENHO HOJE COM ANTECEDENCIA PROCURANDO LEMBRAR DE TODAS AS AMIGAS QUE NOS FIZERAM COMPANHIA NO DECORRER DESTE ANO EM QUE SORRIMOS CHORAMOS POR ALGUNS QUE PARIRAM E SOBREVIVEMOS PARA DESEJAR A TODOS UM FELIZ NATAL COM MUITA PAZ MUITO AMOR SABEDORIA AMOR E FÉ DESEJO QUE DEUS ABENÇOE VOCE AMIGA COM MUITAS ALEGRIA QUE O ANO NOVO TE TRAGA SUCESSO,SEMPRE COM ESTA BONDADE E GENEROSIDADE PARA COM OS AMIGO DESEJO A VOCE TUDO DE BOM COM CARINHO MARLENE

    ResponderExcluir
  11. Dora, quase que não consigo entrar no seu blogue de tão pesadinho que está, mas tudo vale a pena! A mensagem do Frei é linda e desejo para você e seus familiares muita paz, saúde e alegrias no ano que se aproxima!! Beijus,

    ResponderExcluir
  12. Boa noite querida amiga DORA.

    Estivemos juntos por mais um ano, para minha alegria, no blog, no facebook, no orkut, no e-mail, não importa, eu agradeço.

    Há de ser o Natal um grande momento de paz. Há de ser o Ano Novo um tempo de amor.

    Que a paz, o amor e a harmonia permaneçam em seus corações e seus lares.

    Quando em minhas preces, agradeço por vocês existirem na minha vida, enxergo minha pessoa, tão frágil, tão “comum”, tão indignada com as coisas do mundo e me pergunto,como cheguei a vocês?

    Sem planejar, até mesmo sem perceber, aumentou minha família.

    Escuto um eco enorme à minha pequena voz... vocês apareceram na minha telinha, tão natural, tão espontâneo!

    Chego a pensar que sempre foi assim. É assim!!!

    Percebo ainda, que falamos em

    Anas, Josés, Cecílias, Beths, Carminhas, Marias essa e aquela, Edisons, Eloys, Fátimas, Veras e tantos outros, como pessoas de minha maior convivência, na mesa do jantar, ou mesmo almoço.

    Quero desejar agora;

    Da minha família para a sua família, um FELIZ NATAL.

    FELIZ ANO NOVO.

    Que a paz do Natal se multiplique no ano que se inicia.

    Obrigada por fazerem parte da minha vida.

    DEUS os abençoe.

    FIQUEM COM DEUS.

    ResponderExcluir
  13. Quero neste Natal Desejar não somente que tenha muitas
    felicidades neste dia Mas sim que Milagres te aconteça
    na sua vida.
    Estamos no clima de natal, apesar da correria de todos até o fim do ano.
    que paz a luz e alegria; É o espírito de doce amizade que brilha
    em nossos olhares.
    É consideração e bondade, é a esperança renascida novamente, para paz,
    para entendimento, e para benevolência dos homens.
    Obrigada por caminhar comigo no decorrer desse Ano,
    obrigada pelo carinho de mãos dadas desejo caminhar contigo sempre.
    Um Feliz Natal Para Você Familia E Amigos.
    Beijos no coração.
    Evanir

    Amada quando vc voltar farei não sabia que teria que se afastar.
    ATÈ 2012 Te Amo.

    ResponderExcluir
  14. Hola Dora bonitas letras, pasaba por tu espacio y aqui te dejo mis saludos,
    cuando llegan estos días tan entrañables donde compartimos ilusión y alegrías con mis mejores deseos, ¡feliz Navidad!.
    un abrazo.

    ResponderExcluir
  15. Obrigado e retribuo os desejos de Santo e abençoado Natal e próspero ano novo. Que 2012, nos dê a esperança de melhores condições de vida no futuro!

    Um abraço
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  16. Dora querida, venho agradecer demais o seu comentário no meu Blog. Vc é uma menina de Deus.

    Que Deus a cubra de bênçãos neste Natal e eternamente...

    Um beijo com todo carinho do mundo, Zé Carlos

    ResponderExcluir
  17. Dora Regina

    Neste Dia (Noite) Especial, apenas te quero desejar
    um Santo Natal pleno de Paz e Amor (muito).

    Aproveito, ainda, para te agradecer o apoio e a
    presença manifesta ao longo deste ano.


    Beijos

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. O Natal é o calor que volta ao coração das pessoas,
    a generosidade de compartilhá-la com outros e a esperança de seguir adiante.
    Que a paz e a compreensão reinem em nossos corações neste Natal
    Com todo carinho te deixando meus votos de Um Feliz Natal para você familia e amigos.
    Beijos no coração .

    ResponderExcluir
  19. Dora

    Um Natal de Paz e alegria é o que desejo para você, sua família e seus leitores.

    Tudo de bom, parabéns por seu belo trabalho.

    Feliz 2012

    ResponderExcluir
  20. Venho deixar para você, amiga Dora Regina, o meu sincero abraço com desejos de feliz ano novo para você e para sua família. Que tudo se realize conforme vossos desejos.
    Obrigado por tudo, pelo seu carinho e pela nossa amizade, que ela possa continuar por muitos anos.
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  21. Olá, querida Dora
    Reprisei o seu link hoje...
    Bjm festivo

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! Fique a vontade para voltar outras vezes.
Para mim será sempre uma alegria renovada.