Seguidores

sexta-feira, janeiro 08, 2010

A feminilidade e a sensualidade.

Parece-me que os conceitos sobre “feminilidade” e “sensualidade” estão se misturando de tal forma em nossa sociedade, que as pessoas encontram dificuldades para diferenciá-las.
Ao mesmo tempo que a sexualidade é parte constitutiva da nossa essência, não se trata de algo pronto, mas que, como tudo em nós, precisa ser desenvolvido até o último dia de nossas vidas.
Quero falar especialmente para as mulheres e fazer-lhes um convite: não tenhamos medo de assumir a nossa essência, sendo cada dia mais femininas. Não gastem energia querendo e buscando ser melhores do que os homens, querendo e buscando provar o seu valor. Somos diferentes e cada um de nós tem valor e dignidade própria pelo simples fato de termos sido criados à imagem e semelhança de Deus. Ser mulher é dom, é graça.
Uma coisa, no entanto, temos que entender: ser feminina e ser sensual são coisas distintas. Na sensualidade existe um contexto biológico. Especialmente no período fértil, nos sentimos mais bonitas, sentimos vontade de nos vestir e de nos arrumar melhor, e assim por diante. São reações hormonais que têm como objetivo a procriação, então, o corpo se prepara para conquistar o homem por estar pronto para gerar uma vida. Muitas vezes, agimos assim sem nos dar conta disso. Além disso, a nossa sociedade, que tanto banaliza a sexualidade humana, incentiva por todos os meios possíveis a sensualidade, e nisso há uma imensa indústria que visa apenas o lucro. Posso citar também o fato de que todo ser humano traz dentro de si um impulso natural para o prazer, e a sensualidade gera na mulher uma elevação na autoestima, a faz sentir-se mais bonita, mais “poderosa”.
Sexualidade não é algo apenas biológico, é bem mais do que isso. Quando nos deixamos levar por uma sexualidade sem sentido, como algo apenas biológico, o resultado quase sempre é o vazio. E a pessoa, geralmente, se torna prisioneira da sensualidade por uma necessidade de afirmação pessoal e, assim, o vazio tende a só aumentar.
É próprio da mulher o querer andar bem vestida, bem arrumada. Não significa vestir-se de forma desleixada, por exemplo. Mas é ter consciência de que a verdadeira beleza vem do nosso interior. É ter consciência do nosso valor e dignidade e não nos deixar levar unicamente pelos sentidos, por nosso instinto sexual. Somos bem mais do que isso. Ser feminina não significa andar com roupas extremamente curtas, justas ou coisas semelhantes. Quanto mais o nosso exterior for um extravasamento do nosso interior, tanto mais bonitas e femininas seremos.
Com isso não estou negando a sexualidade nem a colocando como algo negativo, proibido. A nossa sexualidade faz parte do nosso ser, mas não somos apenas sexo. Nossa sexualidade, quando é vivida com dignidade, nos faz sentir plenos, completos, realizados.
O se deixar guiar e conduzir pela sensualidade, reflete, na maioria das vezes, a necessidade de afirmação pessoal, por um desconhecimento da beleza interior e até mesmo exterior que se tem. Muitas vezes, nos deixamos impregnar por uma imagem ideal: a transmitida pela mídia, mas que é uma beleza estereotipada, vazia.
Concluo reforçando o convite para todas as mulheres: não tenham medo de assumir a sua essência, e assim, ser cada dia mais femininas. Valorizem o dom que é ser mulher. Deixem fluir a beleza interior que vocês têm.

Manoela Melo
Formada em Psicologia, com especialização em Logoterapia e MBA em Gestão de Recursos Humanos
.

11 comentários:

  1. A mulher deve ser ela mesma sempre.

    uma rosa perfumada
    romântica feminina
    sempre alma iluminada

    criação perfeita do senhor
    és tu mulher mãe amiga irmã
    mantenha-te no teu pedestal

    seras sempre rainha
    nos jardins da natureza
    de todas a mais bela com certeza.

    ResponderExcluir
  2. Amiga Dora Regina
    Muito importante o seu Post.
    A mulher precisa assumir o seu lugar, não sendo melhor nem pior do que os homens e sim conquistando o seu lugar pelo mérito e valor.
    A sexualidade é inerente ao ser humano e a feminilidade não pode ser confundida com a sexualidade.
    Um abraço e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  3. Dora!
    Acho que as pessoas estão valorizando demais a sensualidade e esquecendo de valores importantes nessa nossa sociedade cheia de contradições.
    Bjkas e ótimo domingo, minha amiga!

    ResponderExcluir
  4. Salve o NOVO ANO !
    Que ele venha coroado de muita LUZ, de PAZ e de Saúde. E que estejamos juntos por mais um ano.
    Que Assim Seja !
    Olá, como vai ? Sou Silvana Nunes, professora, pesquisadora. Estou aqui para divulgar um pouco da minha cultura, a história de nossos antepassados ( que amo muito e tenho receio que se perca em meio a essa enxurrada de informações que somos acometidos ultimamente) e, para isso, FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... começa o ano contando um pouco sobre esse espetáculo maravilhoso que é a FOLIA DE REIS ou REISADO, comemorado no dia 6 de janeiro. Aqui eu também coloco as famosas simpatias das Romã, muito utilizada no dia 6 de janeiro para atrair dinheiro. Para quem curte uma simpatia, vale a pena fazer.Venha conferir.
    E para quem não conhece o meu espaço, convido a dar uma chegadinha até lá para conhecer o meu cantinho de histórias, o link está logo abaixo.
    Que os bons ventos soprem a seu favor neste ano de 2010.
    Saudações Florestais !
    SIGA-ME em : http://www.silnunesprof.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá Dorinha, tudo bem?
    Ótimo texto, pois está havendo um exagêro, -vejo na televisao- por parte da mulheres, na busca de tanta sensualidade; eu sempre tive em mente, que a sensualidade é algo que vem do jeito de ser, da feminilidade natural, e isto está nos gesto, na maneira de se expressar, e nao num corpo "betonado" de tantos exercícios em academias, que as mulheres terminam mais parecendo homens! Os verdadeiros valores sao os que possímos no nosso interior. Cuidar do corpo sim, mais exagêros nao!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, boa tarde.
    Sou professora, pesquisadora e contadora de histórias.Vivo de blog em blog angariando leitores e tentando divulgar o meu pelo simples fato de perpetuar a história de meu país - tenho medo que ela seja engolida por toda essa globalização.
    Se gostar de meu esdpaço e achar minha proposta coerente, por favor SIGA-ME nesta luta por um mundo melhor.
    FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... está convidando para conhecer uma lenda bastante contemporânea - a do pássaro-cabeça-de-vento.
    É só clicar no link http://www.silnunesprof.blogspot.com que você chega até lá rapidamente.
    Gostaria que tivesse um pouquinho mais de paciência comigo, estou com alguns probleminhas para resolver: preciso de um novo exame de vista e de um monitor novo, o meu está meio embaçado, já tentei regular, mas o problema está com ele mesmo, tenho de comprar outro. E agora não me encontro em condições disso - só eu sei o sacrifício que faço para postar as histórias.
    Se já passei por aqui, mil perdões. Como disse, a falta dos meus óculos e esse monitor com problemas não me deixam enxergar direito.
    Que os bons ventos soprem a seu favor neste ano de 2010.
    A PAZ .
    Saudações Florestais !

    ResponderExcluir
  7. Oi Dora!
    É exatamente sobre este assunto que eu escrevo no meu blog. Estamos vivenciando no presente o reflexo negativo do movimento feminista (super necessário na época), a mulher está se igualando ao homem e perdendo a sua essência.
    Coloquei um comentário no meu post esclarecendo um pouco mais o tema que escrevi e estou entrando em contato com todos que participaram. Assim que puder, dá um pulinho lá, ok?
    Bjussss

    ResponderExcluir
  8. Dora querida, não tenho vindo muito aqui por falta de oportunidade. Tenho ficado mais na fazenda e lá não tenho Banda-Larga.

    Mas vc esteve deliciosamente:

    "Somos diferentes e cada um de nós tem valor e dignidade própria pelo simples fato de termos sido criados à imagem e semelhança de Deus. Ser mulher é dom, é graça."

    Falou e disse.

    Um beijão minha menina.... seu amigo de sempre, ZC

    ResponderExcluir
  9. oi dora, adorei seu blog e seus ttextos perfeitos.
    ja estou seguindo.
    da uma passadinha no meu.
    beijos otima noite.

    ResponderExcluir
  10. dora, adorei hehehehe
    obrigada pela visita e seu carinho.
    a gente vai se falando bjos milll

    ResponderExcluir
  11. Perfeito, Dora. Ser mulher é deixar fluir a nossa essência. Concordo plenamente com a autora desse belo e verdadeiro texto.

    Beijossss

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! Fique a vontade para voltar outras vezes.
Para mim será sempre uma alegria renovada.