Seguidores

quarta-feira, junho 17, 2009

O contrário do amor....


O CONTRÁRIO DE BONITO É FEIO, DE RICO É POBRE, DE PRETO É BRANCO, ISSO SE APRENDE ANTES DE ENTRAR NA ESCOLA.

SE VOCÊ FIZER UMA ENQUETE ENTRE AS CRIANÇAS, OUVIRÁ TAMBÉM QUE O CONTRÁRIO DO AMOR É O ÓDIO.
ELAS ESTÃO ERRADAS.
FAÇA UMA ENQUETE ENTRE ADULTOS E DESCUBRA A RESPOSTA CERTA:
- O CONTRÁRIO DO AMOR NÃO É O ÓDIO, É A INDIFERENÇA.
O QUE SERIA PREFERÍVEL?
QUE A PESSOA QUE VOCÊ AMA PASSASSE A LHE ODIAR, OU QUE LHE FOSSE TOTALMENTE INDIFERENTE?
QUE PERDESSE O SONO IMAGINANDO MANEIRAS DE FAZER VOCÊ SE DAR MAL OU QUE DORMISSE FEITO UM ANJO A NOITE INTEIRA, ESQUECIDO POR COMPLETO DA SUA EXISTÊNCIA?
O ÓDIO É TAMBÉM UMA MANEIRA DE SE ESTAR COM ALGUÉM.
PARA ODIAR ALGUÉM, PRECISAMOS RECONHECER QUE ESSE ALGUÉM EXISTE E QUE NOS PROVOCA SENSAÇÕES, POR PIORES QUE SEJAM.
PARA ODIAR ALGUÉM GASTAMOS ENERGIA, NEURÔNIOS E TEMPO.
JÁ PARA SERMOS INDIFERENTES A ALGUÉM, PRECISAMOS DO QUÊ?
DE COISA ALGUMA. A PESSOA EM QUESTÃO PODE SALTAR DE BUNG-JUMP, ASSISTIR AULA DE FRAQUE, GANHAR UM OSCAR OU UMA PRISÃO PERPÉTUA.... NÃO ESTAMOS NEM AÍ.
A INDIFERENÇA, SE TIVESSE UMA COR, SERIA COR DA ÁGUA, COR DO AR, COR DE NADA.
UMA CRIANÇA NUNCA EXPERIMENTOU ESSA SENSAÇÃO:
- OU ELA É MUITO AMADA, OU CRITICADA PELO QUE APRONTA.
SÓ BEM MAIS TARDE, QUANDO NECESSITAR DE UMA ATENÇÃO QUE NÃO SEJA MATERNA OU PATERNA, É QUE DESCOBRIRÁ QUE O AMOR E O ÓDIO HABITAM O MESMO UNIVERSO, ENQUANTO QUE A INDIFERENÇA É UM EXÍLIO NO DESERTO.





MARTHA MEDEIROS

12 comentários:

  1. Esse texto da Martha Medeiros é lindo.
    Aliás gosto muito dessa escritora.

    beijos , querida Dora, Filha do Céu.

    ResponderExcluir
  2. Dois sentimentos tristes
    que ferem e causam muita dor
    são mesmo contrários ao amor.

    ResponderExcluir
  3. Oi, amiga Dora
    Nada mais leve e saudável do que amar. Amar em todos os sentidos da palavra, começando pelo amor a Deus, continuando com o amor ao próximo. O ódio é mesquinho, se não ama, a indiferença, sem desprezo, é menos triste, menos vulgar...
    Um abraço e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  4. A vida é um incêndio:
    nela dançamos,
    salamandras mágicas
    Que importa restarem cinzas
    se a chama foi bela e alta?
    Em meio aos toros que desabam,
    cantemos a canção das chamas!
    Cantemos a canção da vida,
    na própria luz consumida...

    (Mário Quintana)

    Desejo um lindo resto de semana com muito amor e carinho.
    Abraços Eduardo Poisl

    ResponderExcluir
  5. Grande Martha!!!!!!!!!!!!!Valeu amiga Dora.Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Antonio, Obrigada pela cumplicidade, estamos sempre juntos!
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  7. Amiga Zilda, agradeço de coração seus comentários sempre edificantes.
    Um ótimo fim de semana!!!

    ResponderExcluir
  8. Querida Zilda Santiago, gosto muito dos textos dessa escritora, são belíssimos...
    Estamos aí amiga!
    Bjusss

    ResponderExcluir
  9. Eduardo, sua presença é muito importante, volte sempre que desejar...
    Um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  10. Olha.Doríssima,em primeiro lugar,discordo de Martra Medeiros ,pois amor ao contrário roma é!
    Mas o post é especial,elevando hermanos seus a cada vez mais a vida viver,como ensina elfofo na catedral do amor !

    VIVSA VIDA!

    ResponderExcluir
  11. Desculpa minha falha mais já esta corrigido.
    Obrigado e mais uma vez desculpa.
    Mesmo assim fica teu blogger como referencia
    Abraços

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! Fique a vontade para voltar outras vezes.
Para mim será sempre uma alegria renovada.