Seguidores

quarta-feira, julho 29, 2015

Então...

 Vamos de JG de Araujo Jorge?

 Bom dia, amigo Sol
Bom dia, amigo Sol! A casa é tua!
As bandas da janela abre e escancara,
- deixa que entre a manhã sonora e clara
que anda lá fora alegre pela rua!
Entre! Vem surpreendê-la quase nua,
doura-lhe as formas de beleza rara...
Na intimidade em que a deixei, repara
Que a sua carne é branca como a Lua!

Bom dia, amigo Sol! É esse o meu ninho...
Que não repares no seu desalinho
nem no ar cheio de sombras, de cansaços...

Entra! Só tu possuis esse direito,
- de surpreendê-la, quente dos meus braços,
no aconchego feliz do nosso leito!...


( Poema extraído do livro Eterno Motivo)

6 comentários:

  1. Pois é, Dora li esse poema dia desses e amo JGde Araújo Jorge! Ele me lembra tanto uma linda amizade que desapareceu da minha vida. Era um tempo bom! Beijos pela linda publicação!

    ResponderExcluir
  2. Olá, querida Dora
    Saudade de passar por aqui, estive muitos e muitos dias sem net mas, mesmo ilhada, não a esqueço...
    Que o Sol nos queime até derreter a nossa solidão!!!
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
  3. Excelente escolha, lindo poema.
    Minha amiga vim especialmente para agradecer as palavras de carinho deixadas no meu blogue pela morte da minha mãezinha. Muito obrigado por me acompanhar e apoiar nestes momentos tão dificeis.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  4. Dora, hoje venho especialmente para desejar um Feliz Natal e um Novo Ano recheado de alegrias, saúde, amor, paz e harmonia tudo embrulhadito em felicidade sem fim.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  5. Estou a tentar visitar todos os seguidores do Peregrino E Servo, e verifiquei que eu estava a seguir sem foto, por motivo de uma acção do google, tive de voltar a seguir, com outra foto. Aproveito para deixar um fraterno abraço.
    António Jesus Batalha.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! Fique a vontade para voltar outras vezes.
Para mim será sempre uma alegria renovada.